Esta é uma das histórias que se contam sobre Zé Pelintra.



Historia que se deu no sertão Pernambucano onde hoje se localiza a cidade de Exu. José Pereira de Souza, o vulgo Zé Pelintra, era o primogênito de uma família de cinco filhos. Zé veio ao mundo prematuro com poucas chances de vida. Então sua mãe lhe deu o nome de “José” em homenagem a São José, santo ao qual ela era muito devota, fez isso como uma maneira de apelar para que o santo salvasse a vida do seu filho, ou como Zé mesmo disse “Botaram meu nome José pra ver se eu escapava” e realmente escapou.

Ainda muito jovem Zé teve de tutelar seus irmãos, pois perdeu seus pais cedo no inicio de sua adolescência. Sua mãe foi vitima de um câncer e seu pai veio a desencarnar logo após. Não tendo como sustentar seus irmãos em sua cidade natal, Zé foi tentar a vida na capital. Ao chegar a Recife tiveram que procurar abrigo nas ruas pernoitando pelo chão do cais de Santa Rita. Por ali mesmo Zé fazia bicos na parte da manhã para alimentas seus irmãos e passando algum tempo ali conheceu garotas de programa e virou um cafetão. Na vida de aliciador de prostitutas, Zé conheceu alguns coronéis e homens de posses que iam ali para trair suas esposas.

Como ele nunca fugia de brigas e se confiava muito em seu jogo de pernas, a famosa capoeira, um dia teve um bate boca com dois policiais e desse bate boca gerou uma briga em que nosso companheiro cortou a orelha de um deles, então começaram a atirar em direção ao malandro, que por milagre conseguiu fugir. Zé foi para a fazenda de um coronel que frequentava o cais à procura de prostitutas e que o próprio Zé tinha livrado ele de um flagrante da esposa, gerando ai uma enorme gratidão.

Seus irmãos estavam dando Zé como morto, porque depois da briga ninguém mais ouvia falar nele. Após alguns dias o coronel mandou buscar os irmãos de Zé e trazê-los em segurança para fazenda de onde seguiria em caminhões no famoso “pau-de-arara” para Rio de Janeiro, ao chegar por lá seus irmãos seguiram suas vidas e Zé foi morar no morro de Santa Tereza no bairro da lapa onde seguiu com sua profissão de Cafetão.

Nesse seu vai e vem teve um filho com uma das prostitutas. Mesmo com um filho o malandro nunca se apaixonava por ninguém só era aventura, foi quando ele conheceu Maria do Amparo, mulher que mudaria sua vida em todos os sentidos, pois, ela era casada e os boatos começaram a correr no morro, deu-se que o marido dela soube da historia e marcou o encontrou com Zé em um bar, Zé se garantia muito e foi ao encontro sem armas, já o marido de Maria do Amparo conhecia a historia de Zé e não teve duvidas saiu de casa armado com o pensamento de matar Zé.

Chegando ao bar onde foi marcado o encontro ele gritou: Quem é Zé Pelintra? Zé virou-se e disse: sou eu! Então o marido de Amparo que era oficial do exercito, entrou em briga corporal e o acertou com varias facadas levando ao desencarne. A partir daí começou o verdadeiro sofrimento de Zé Pelintra onde vagou por anos no umbral depois começou a perturbar por varias nações e virar obsessor de encarnados logo veio à fama de bagunceiro, demônio, entre outros termos pejorativos.

Até hoje isso leva varias pessoas a fazer o sinal da cruz quando escutam o nome Zé Pelintra, e nessas idas e vindas nosso companheiro se deparou com uma provação, uma menina tinha caído em um poço e seus familiares não a encontravam. Depois de muito tempo já davam a menina como morta. Até que Zé a encontrou e colocou-a na porta de casa e a mãe perguntou a filha quem a trouxe, a criança ainda cansada disse: Foi José Pelintra, e a mãe respondeu assim: Só pode ser José Pelintra da luz, Nessa hora uma luz cobriu Zé, ele começou a refletir suas atitudes, começou a chamar por Deus, diante disso, um espírito de luz o procurou e o aconselhou ao bem. Desse dia em diante, Zé começou a praticar o bem e hoje se vocês pararem um pouco para olhar as redes sociais e pesquisarem o nome “Zé Pelintra” vão ver que varias pessoas falam bem dele, quem realmente o conhece pode falar um pouco dessa entidade de luz!

Sempre que aparece nas giras, dança muito, brinca bastante, galanteia as mulheres presentes, mas sempre leva seu trabalho a sério.

Para ele podemos pedir qualquer coisa, trabalho, saúde, amor, só não peça o mal para o Seu Zé porque vai levar uma grande bronca, bronca mesmo. Os espíritos que trabalham nesta Linha, são espíritos que buscam cada vez mais pela Luz, e não aceitariam fazer o mal para ninguém.

Assim como nenhuma outra linha na Umbanda. Seu Zé cuida dos seus, e para quem merece ele dá os seus castigos, mas não por maldade e sim como forma de aprendizado.

“Que Deus dê a todos vocês a Malandragem de Zé Pelintra pra enfrentar os problemas da vida”

SARAVÁ SEU ZÉ PELINTRA!!

Vamos saber o que Zé Pelintra faz na vida dos Seres Humanos?

Seu Zé apesar de brincalhão, leva muito a sério o seu trabalho e suas responsabilidades.

Ele ajuda, assim como todas as entidades que trabalham na Umbanda, ensina, orienta, socorre, briga quando precisa, chama a atenção sempre para a colheita, ou seja, veja o que plantou para estar colhendo isto agora.

Só não venham dizer que o médium do Seu Zé Pilintra é malandro e com má conduta moral, por que isto seria uma mentira. Seu Zé não incorpora em médiuns que tenham um comportamento desviado, ou sejam viciados em drogas, sexo ou qualquer outra coisa. Há pessoas que dizem “eu sou assim ou assado por conta das entidades que carrego”, isto é uma grande mentira e desculpa para ser o que é, sem julgamento da sociedade.

Mas o pior de tudo é a desmoralização da nossa Umbanda e das entidades que trabalham nela. Seu Zé pratica a caridade, ajuda, recolhe, auxilia, quebra demandas, o que todos na Umbanda fazem, porém assim como cada entidade, ele faz do seu jeito, brincando e dançando ele descarrega o ambiente de energias negativas afastando o mal.

Feliz do médium que tem a amizade do Seu Zé, estará protegido o tempo todo. Agora já sabe o que Zé Pelintra faz na vida das pessoas, ele ajuda verdadeiramente toda a gente. Se estiver passando necessidade pode contar sempre com a sua ajuda do bem e da luz. Muitas vezes ouvimos as pessoas dizendo “Seu Zé Pelintra me ajuda!”, se o pedido for sincero ele ajuda mesmo!

Características de quem carrega Zé Pilintra

A primeira entidade a se afastar do médium quando ele não segue o caminho certo é o ele mesmo!

O médium dele precisa ser trabalhador, honesto, não pode ser beberrão e nem adúltero, tem que trabalhar com firmeza e seriedade na caridade, no caminho do bem e para o bem.

Se o médium não ouvir os conselhos do Seu Zé, ele se afasta e não incorpora mais até que ele tenha retomado o caminho do bem. Não são mulherengos como pensam a maioria, e nem tão pouco malandros e desocupados.

Ele pode ter tido uma vida de boêmio quando encarnado, mas após o seu desencarne as coisas mudaram, ele passou a entender melhor a continuidade da vida e por isto passou a incorporar em terreiros de Catimbó e Umbanda.

E hoje é uma das entidades mais conhecidas, mundialmente.

Se quer trabalhar com ele, não saia da retidão, e tenha compromisso com o bem, caso contrário ele se afastará.

Prece a Zé Pelintra

” Salve Deus, Pai Criador de todo o Universo, Salve Oxalá, força divina do amor, exemplo vivo de abnegação e carinho. Bendito seja o Senhor do Bonfim. Bendita seja a Imaculada Conceição. Salve Zé Pelintra, mensageiro de luz, guia e protetor de todos aqueles que em nome de Jesus praticam a caridade. Dai-nos Zé Pelintra, o sentimento suave que se chama misericórdia. Dai-nos o bom conselho. Dai-nos a proteção quando perderdes. Dai-nos o apoio, a instrução espiritual de que necessitamos para darmos aos nossos inimigos o amor e a misericórdia, que lhe devemos por amor de Nosso Senhor Jesus Cristo, para que todos os homens sejam felizes na terra e possam viver sem amarguras, sem lágrimas e sem ódios.

Tomai-nos, Zé Pelintra, sob a vossa proteção; desviai de nós os espíritos atrasados e obsessores, enviados pelos nossos inimigos encarnados e desencarnados e pelo poder das trevas. Iluminai nosso espírito, nossa alma, nossa alma, nossa inteligência e o coração, abrasando-nos nas chamas do vosso amor por nosso Pai Oxalá. Valei-me, Zé Pelintra, nesta necessidade, concedendo-me a graça de vosso auxílio junto a Nosso Senhor Jesus Cristo, em favor deste pedido que faço agora (faz-se o pedido).

E que Deus, nosso Senhor, em sua infinta misericórdia vos cubra de bênçãos e aumente a vossa luz e vossa força, para que mais possas espalhar sobre a Terra a caridade e o amor de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

Oração Senhor Zé Pelintra

Senhor Zé Pelintra, mensageiro de luz da nossa Santa Umbanda e de seus Orixás.

Permitido por Deus, fazes parte daqueles que têm por missão proteger e defender as criações divinas e suas vibrações.

Permiti, Senhor Zé Pelintra, que com vossos conhecimentos, possa eu ter meus caminhos abertos, meu corpo fechado e meu espírito defendido de todas as más vibrações.

Conto com vossa proteção e ajuda, afim de não cair nas tentações e armadilhas do mundo terreno.

CREIO NA SAGRADA UMBANDA

CREIO NOS PODERES DE DEUS

CREIO NA MAGIA DOS EXUS

SARAVÁ UMBANDA

SARAVÁ ESTRADA

SARAVÁ SENHOR ZÉ PELINTRA

EXU DE LEI QUE ME GUARDA

Voltar